Categorias
Palavra de Célula

QUANDO MUDAMOS DE ROTA

Texto Base: Jonas 1:1-2 e 3:3-10

Como seria bom se a nossa história de relacionamento com Deus sempre tivesse uma sequência como essa que lemos. Deus mostrando o caminho e nós, seus filhos, obedecendo.

Isso evitaria tantas dificuldades e situações desagradáveis que já passamos ou, quem sabe, estamos vivendo. Se Jonas tivesse cumprido com o que Deus tinha determinado, ele não precisaria passar pela grande prova que passou posteriormente.

QUANDO MUDAMOS DE ROTA

  1. Assim como Jonas investiu seus recursos financeiros pagando a passagem do navio para ir para longa da vontade de Deus (1:3), nós também pagamos preços desnecessários para ir na contra mão do propósito que Deus tem para nossa vida. Quando estamos fora da rota preparada pelo Senhor, muita coisa nossa é investida desnecessariamente, porque estamos caminhando com a força do nosso braço:

Sentimentos e emoções

  • Amizades desgastantes com pessoas erradas,
  • Relacionamentos amorosos conturbados porque contrariam a vontade de Deus,
  • Traumas e mágoas acarretados.

Recursos financeiros e materiais

  • Parece um saco furado, nada em que investimos dá certo.
  • Criamos dependências financeiras de terceiros (Bancos, Agiotas, Amigos etc)
  • Quando menos percebemos estamos num buraco que nos custa para sair dele

Saúde

  • Vícios adquiridos (cigarro, bebida)
  • Esforços obsessivos para chegar ao “corpo perfeito”
  • Badalação
  • Noites mal dormidas por causa de preocupação
  • Remédios para aplacar a insônia que vem com as preocupações etc.
  • Nos tornamos alienados, distantes, frios e insensíveis (1:5 – Dormia profundamente)

2. Estar distante do propósito de Deus, é como se deixássemos o Espírito Santo em “Stand By”, ou seja, Ele está ali, pronto para nos auxiliar, mas como não O buscamos, Ele fica aguardando.

Isso sempre termina por nos deixar com os sentidos embotados. Longe. Esquecido.

3. As consequências sempre atingem os que estão a nossa volta (1:7-8 “até sobreveio este mal”)

Todos que estavam no navio, estavam sofrendo as consequencias da decisão errada que Jonas tomou.

Sempre que Deus trata conosco, seja em qualquer área da nossa vida, aqueles que caminham ao nosso lado, sofrem de alguma forma. Ou por nos verem em passar pelo deserto, ou por participar conosco dessa caminhada.

4. Quando achamos que nossas decisões são mais corretas do que a direção que Deus está mostrando, o destino é um só: A BARRIGA DO PEIXE.

Reflita agora:

  • Qual o comando de Deus que você tem negligenciado e trazido consequências para sua vida?
  • O que você tem oferecido a Deus sem que Ele tenha pedido, e isso tem sido um fardo para você?
  • O que você não tem conseguido abrir mão e isso tem impedido o Espírito Santo de ser mais atuante na sua vida?
  • O que você gostaria de deixar no altar do Senhor hoje e clamar por mudança?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *